17 de dezembro de 2015

ASA Paraíba realiza avaliação da VI Festa Estadual das Sementes da Paixão

Integrantes da Coordenação Executiva, da Rede de Sementes e do GT de Comunicação da Articulação do Semiárido Paraibano (ASA Paraíba) se reuniram, no último  dia 1º de dezembro, para fazer uma avaliação do processo da VI Festa Estadual das Sementes da Paixão, realizada de 14 a 16 de outubro de 2015, nas cidades de Arara e Campina Grande.

Na rodada de avaliações, todos os participantes ressaltaram o sucesso da realização do evento, destacando pontos como a escolha acertada do local da festa, o Santuário Santa Fé de Padre Ibiapina, considerado um lugar místico e simbólico; o envolvimento de outros atores para além das organizações da ASA, a exemplo das equipes de Assistência Técnica e Extensão Rural nos territórios; a estratégia de comunicação; a escolha dos temas das oficinas e do tema da festa sobre o tema dos transgênicos e agrotóxicos que dialogou com as mesas temáticas, com as atividades de preparação e com os atos públicos de denúncia realizados no último dia de programação.

Patac celebra 45 anos com ações em Campina Grande e no Semiárido

Semeando resistência e vida no semiárido! Com esse lema a entidade de assessoria técnica e sócio organizativa Patac festejará nesta sexta-feira, dia 11, seus 45 anos de existência e de trabalho ligados as questões sociais, urbanas e camponesas. O encontro com famílias agricultoras, parceiros, colaboradores e amigos acontecerá no Day Camp Hotel Fazenda, que está localizado no sítio Lucas, às margens da PB-138, em Campina Grande.

O evento será iniciado as 8h30 com uma mística e depoimentos de pessoas, representando comunidades e organizações apoiadas pelas ações do Patac ao longo da sua trajetória. Também contará com apresentações musicais, o artista local Bruno Barros e o Trio de Forró da cidade de Caraúbas, lançamento de um cordel comemorativo, de autoria do poeta popular Euzébio Cavalcanti. Ao final da manhã um almoço festivo será servido aos convidados.

16 de dezembro de 2015

Programa Cisternas pode sofrer mais cortes em 2016, nesta quarta-feira

Expectativa para 2016 é de continuidade da seca prolongada no Semiárido. Ações de convivência com a região – como a implementação de cisternas – têm sido fundamentais para enfrentar a estiagem.

Diversos programas sociais que ajudaram o País a superar a miséria e sair do Mapa da Fome da Organização das Nações Unidas (ONU) e que transformaram a vida de milhares de famílias no Semiárido brasileiro podem sofrer cortes severos em 2016. Está em debate na Comissão Mista de Orçamento uma proposta de corte de R$ 10 bilhões no programa Bolsa Família, R$ 132 milhões no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e R$ 70 milhões no Programa Cisternas. A votação ocorrerá nesta quarta-feira (16).