25 de agosto de 2015

Articulação Semiárido Brasileiro (Asa Brasil) lança novo portal

Informações sobre região semiárida brasileira e tecnologias sociais de acesso à água podem ser encontradas no novo portal

A partir desta quarta-feira (26) quem acessar o endereço www.asabrasil.org.br vai encontrar um novo espaço de informações sobre o Semiárido. É que a Articulação Semiárido Brasileiro (ASA) colocará no ar seu novo portal na internet.

A ASA é uma rede formada por mais de três mil organizações que trabalham pelo desenvolvimento da região semiárida brasileira. O objetivo com seu novo portal é trazer informações institucionais, acerca dos projetos desenvolvidos pela rede, mas também conteúdo que visibilize o potencial da região e as diversas histórias de vida agricultoras e agricultores.

20 de agosto de 2015

ASA PB participa da 5ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional


A Articulação do Semiárido Paraibano (ASA PB) realizou na última quarta-feira, dia 19, um encontro preparatório para a 5ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN), cujo lema é “Comida de verdade no campo e na cidade: por direitos e soberania alimentar”.

A conferência está sendo realizada nesta quinta (20) e sexta (21), em João Pessoa, no Espaço Cultural, cerca de 500 pessoas irão participar como delegados (as) e como convidados (as).

O momento de formação realizado pela ASA PB reuniu representantes dos diversos territórios (Cariris, Folia, Casaco, Alto e Médio Sertão, Curimataú, Borborema e  Brejo) envolvidos na dinâmica da Rede e que participarão da conferência.

Uma atividade de reflexão sobre a importância da participação da ASA em uma Conferência de (SAN) foi realizada com os participantes que enumeraram diversos eixos que norteiam as ações direcionadas a alimentação saudável e segura, que estão relacionados ao acesso a água e a produção de alimentos nos quintais produtivos.

Em seguida, uma breve análise de conjuntura desenhou o cenário político e econômico atual e as interferências do grande capital que ameaçam as políticas públicas conquistadas pelas famílias agricultoras de base agroecológica. Um importante debate diferenciou termos como orgânicos, agronegócio e agroecologia, chamando a atenção dos participantes para a construção adequada do uso de cada palavra na política de convivência com o Semiárido.

Encerrando este momento foram realizados trabalhos em grupos onde foram aprofundados os eixos que direcionam a conferência, Eixo 1: Comida de Verdade: Avanços e obstáculos para  a conquista da alimentação adequada e saudável e de soberania alimentar; Eixo 2: Dinâmicas em curso, escolhas estratégicas  e alcances da política pública; Eixo 3: Fortalecimento do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional.



Registro histórico - Irmão Urbano e Naidison

Irmão Urbano e Naidison, figuras que têm contribuído para um Semiárido mais feliz e com vida digna para agricultura familiar camponesa!

18 de agosto de 2015

“Olha Brasília está florida, chegaram às decididas! Olha Brasília está florida, é o querer, é o querer das Margaridas!”

A 5ª Marcha das Margaridas, reuniu aproximadamente 100 mil manifestantes, o movimento colocou na rua mulheres trabalhadoras do campo, indígenas, quilombolas e sindicalistas. Chegando à Esplanada dos Ministérios, as Margaridas e Margaridos deram um abraço simbólico aos ministérios.

Na ocasião, as mulheres e homens de todo Brasil, se manifestaram contra impeachment da presidenta Dilma e aproveitaram o momento para “gritar” contra as manobras golpistas, no qual tentam impor o imperialismo brasileiro e o seu projeto de poder.


O caderno de pautas da 5ª Marcha das Margaridas foi entregue ao governo no começo de julho e foi respondida no encerramento da marcha, com a presença da presidenta Dilma Rousseff, no Estádio Mané Garrincha.

As mulheres rurais entregaram junto com a pauta o Programa Nacional de Documentação da Trabalhadora Rural, onde reivindicam a chegada de unidades móveis de combate à violência contra a mulher no campo.

A Marcha das Margaridas em 15 anos vem promovendo encontros de debate políticos em defesa dos direitos das mulheres.

A Articulação Semiárido Brasileiro (Asa Brasil) também marchou junto as mulheres do semiárido em busca de mais políticas públicas e seguridade de direitos das mulheres do campo.

Discurso da presidenta da República, Dilma Rousseff, durante ato de encerramento da 5ª edição da Marcha das Margaridas - Brasília/DF


Estádio Mané Garrincha - Brasília/DF, 12 de agosto de 2015

Cumprimento as margaridas do Sul, do Sudeste, do Centro-Oeste, do Norte e do Nordeste. As margaridas, extrativistas, pescadoras, quebradeiras de coco, ribeirinhas, quilombolas e indígenas. As margaridas trabalhadoras rurais, assentadas da reforma agrária, agricultoras familiares, que honram a luta da Margarida Alves. Quero também lamentar aqui o falecimento da Maria Pureza, do Sergipe, e a Maria Alzenira, do Piauí. Duas margaridas que nos deixaram.

4 de agosto de 2015

Em clima de muita alegria e celebração Casaco encerra 7ª Festa da Agricultura Familiar

Uma mistura de alegria, feira, artesanato, teatro, comunicação e sabedorias populares compôs o último dia da 7ª Festa da Agricultura Familiar do Cariri Oriental Paraibano, no município de Caraúbas, no último sábado, dia 1º de agosto.

A recepção dos que chegavam foi a feira de saberes e sabores instalada no centro da cidade, em frente ao mercado público, sugerindo um cenário típico das tradicionais feiras do Nordeste.

Diante da rica variedade de hortaliças, doces, bolos e artesanatos só restava parar e olhar minuciosamente cada detalhe.